Notícias

Em RA da Acil, diretores da Fruki destacam que sucesso decorre de gestão e cultura forte

17/04/2024
Eventos

O case de sucesso de uma das principais fabricantes de bebidas do Rio Grande do Sul e Santa Catarina foi apresentado nesta quarta-feira (17) em reunião-almoço da Associação Comercial e Industrial de Lajeado (Acil). O presidente do Conselho Consultivo da Fruki Bebidas, Nelson Eggers, a CEO Aline Eggers Bagatini e o diretor Administrativo e de Marketing, Julio Eggers, falaram sobre a trajetória da empresa que completa 100 anos neste mês de abril e comentaram os processos de preparação para os próximos anos.

De acordo com os executivos, além de estar em constante evolução, a empresa mantém olhar central para os processos de gestão e a organização da sucessão. Além disso, procurar estimular ambiente onde os profissionais sintam-se pertencentes ao negócio é uma estratégia importante para alavancar o crescimento da Fruki.

História

No início da exposição, Nelson Eggers falou sobre a criação da empresa por seu avô em 1924. Na época, a fábrica Bebidas Kirst & Cia Ltda ficava localizada em Arroio do Meio e produzia 200 garrafas de cerveja por dia.

O nome Fruki, de acordo com Nelson, surgiu 1971 com a inauguração da fábrica às margens da BR-386 em Lajeado. “Até então, ainda éramos chamados de Bebidas Kirst e Cia Ltda. Contratamos uma agência que nos apresentou várias opções. Optamos então por Fruki, que é um nome que se lê em qualquer língua e, tem o Fru, que vem de fruta e o Ki, que vem das iniciais do fundador Kirst”, explicou.

Após ser oficialmente chamada de Fruki, a empresa iniciou processo de crescimento que segue até hoje. O presidente do conselho consultivo comentou que a empresa foi a pioneira no Vale do Taquari a inaugurar uma estação para o tratamento de efluentes. “Esse passo importante na nossa história mostra o nosso comprometimento com o meio ambiente”, citou.

Após este processo, a empresa foi ampliando sua capacidade produtiva e de logística e, consequentemente, aumentando os produtos que eram oferecidos ao mercado. Hoje, a empresa tem em seu portfólio produtos como água, refrigerantes, sucos, energéticos e cervejas, com capacidade produtiva de 420 milhões de litros por ano.

No encerramento de sua fala, Nelson apresentou a atual estrutura logística da empresa que, além das duas fábricas, conta centros de distribuição em Pelotas, Canoas, Osório, Farroupilha e Santo Ângelo, no Rio Grande do Sul, e duas em Santa Catarina, nas cidades de Blumenau e Biguaçu.

Gestão

CEO da empresa há cinco anos, Aline destacou a importância de manter um trabalho de gestão profissional. “Em qualquer negócio é preciso ter uma equipe dedicada, onde cada um faz o seu melhor. Nossos diretores sabem qual é o caminho que a empresa quer percorrer e sabe o que a Fruki busca no futuro. Dessa forma, alinhados, cada profissional vai lá e faz”, acentuou.

De acordo com a executiva, é essencial promover um bom ambiente de trabalho para que os profissionais se sintam motivados e pertencentes ao negócio. “Além de ter foco total na gestão, as empresas devem sempre dar uma atenção para a cultura. Nós buscamos trabalhar juntos, em um ambiente saudável, com uma equipe engajada e motivada. Isso nos permite colher resultados fantásticos”, descreveu ao destacar que a Fruki, há 10 anos, é reconhecida como uma das melhores empresas para se trabalhar no Brasil.

Ao falar sobre sucessão, Aline comentou que o processo, na Fruki, começou há 20 anos. “A sucessão não é um momento, onde simplesmente é repassada uma caneta. Ela é uma transição que acontece com muito planejamento e gestão. Para nós, esse processo começou há 20 anos e está sempre em discussão. Há cinco anos eu estou como CEO da empresa e, daqui há cinco anos, o Júlio estará no cargo. Assim como eu tenho o suporte, estarei no suporte para ele em todas as questões”, frisou.

Futuro

Julio encerrou a exposição falando sobre os resultados positivos da empresa e destacando a importância de modernização nos processos administrativos. “É muito especial estar completando 100 anos da forma como estamos, nos preparando para esse aniversário. Estamos vivendo a época de maior sucesso da Fruki, tanto com o que estamos entregando como os resultados da empresa”, pontuou.

Segundo Eggers, a empresa segue se reinventando a cada processo para tornar a dinâmica de trabalho mais produtiva e participativa. “O modelo de gestão que era utilizado há cinco anos não é o mesmo que funciona hoje. Certamente, o que estamos fazendo hoje não é a mesma forma que vamos trabalhar daqui há outros cinco anos. Nós devemos sempre continuar nos provocando, promovendo um ambiente mais colaborativo. Embora a Fruki seja uma empresa centenária, ao mesmo tempo ela é inovadora”, finalizou.

Cases de sucesso

O presidente da Acil, Joni Zagonel, agradeceu a presença dos palestrantes e falou sobre o exemplo que a Fruki é para as outras empresas. “Em 100 anos, certamente há muitas histórias, muitas crises, conquistas e, acima de tudo, superação. A Fruki, ao completar 100 anos e estar crescendo cada dia mais, serve como exemplo de gestão, estratégia, sucessão e inovação para as outras empresas”, destacou.

Zagonel estendeu o agradecimento para os mais de 150 participantes da programação desta quarta-feira. “É gratificante estarmos hoje com casa cheia para prestigiar a história centenária de uma empresa lajeadense. Esses momentos de aproximação, interação e fortalecimento de contato com os empresários é o que a Acil quer promover em seus eventos”, encerrou.

Patrocínio

As RA’s de 2024 da Acil têm o patrocínio de Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), Construtora Diamond, Docile Alimentos, Excellence Garçons, Fami Capital, Fruki Bebidas, Kappel Imóveis, Olicenter Informática, Rhodoss Implementos Rodoviários, RS Data, Sicredi Integração RS/MG, Supermercado STR Lajeado, Tecnosom e Uniclean.

Assine a newsletter
whatsapp